Medo x prevenção
Milhares de pessoas são acometidas por algum tipo de câncer todos os anos no Brasil – cerca de 600 mil casos são estimados para este ano. O tumor de mama é o que mais atinge as mulheres, depois do câncer de pele não melanoma; enquanto entre os homens a maior incidência é o câncer de prós- tata. Apesar do medo de desenvolver algum tumor e das campanhas de conscientização, os brasileiros fazem pouco em relação à prevenção.

Segundo estudo inédito da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), que acaba de ser divulgado, 80% dos entrevistados afirmaram saber que deveriam fazer exame preventivo. Porém, apenas 49% adotam tal medida. Outro dado relevante do estudo mostra que 24% não realizam qualquer exame preventivo.

Sabe-se que a prevenção é fundamental no tratamento da doença. Quando diagnosticado precocemente, o tumor pode atingir um índice de cura acima de 90%. Daí a importância da realização de exames preventivos. No caso do câncer de mama, o autoexame, uma prática simples, ajuda a mulher a identificar muito cedo eventuais nódulos no seio.

O nível de conhecimento da população sobre o câncer é um grande desafio em nível de conscientização, conforme mostra o estudo, pois só 26% dos entrevistados disseram conhecer com “profundidade” a doença.

O estudo revelou também a valorização da fé – 73% citaram como recurso contra o câncer- e de terapias alternativas no tratamento da doença, sendo os tipos mais citados os tumores de mama, próstata de pulmão.

O mapeamento nacional da SBOC, intitulado “Panorama sobre Conhecimento, Hábitos e Estilo de Vida dos Brasileiros em relação ao Câncer”, realizado pela primeira vez no país, envolveu 1,5 mil pessoas com idade acima de 18 anos dos 26 estados e do Distrito Federal.